Viernes, 14 de Diciembre de 2018

Segunda temporada de ‘the sinner’ começa bem

BrasilO Globo, Brasil 14 de diciembre de 2018

crítica

crítica
Na primeira temporada de "The sinner", acompanhamos a transição de Cora Tannetti (Jessica Biel) de dona de casa comum a assassina furiosa. A protagonista da trama é casada, tem um filho e ajuda o marido num negócio modesto, numa pequena cidade do estado de Nova York. Numa manhã de domingo, eles fazem um passeio a uma praia e tudo muda. O vago ar triste de Cora dá lugar a uma fúria imprevista e ela esfaqueia um rapaz que está num grupo ao seu lado. Vai presa, confessa e deixa o marido desconcertado. Ele não imaginava essa faceta da mulher. Aliás, ninguém a conhecia direito.
Aos poucos, o público vai sendo capturado por essa trama que inverte a ordem dos fatores: sabemos quem é o assassino, mas desconhecemos suas motivações. A polícia interroga Cora insistentemente, mas ela não abre suas razões. "The sinner" oscila entre o drama psicológico e o suspense policial e se arrasta um pouco. Mais para o fim, tem uma virada surpreendente e captura aquele espectador que pensou em desistir da série. Parte dessa guinada tem a ver com a chegada do investigador Harry Ambrose (Bill Pullman). Ele mergulha no passado da moça e ajuda a carregar a narrativa mais para o lado do thriller. Não conto mais para evitar o spoiler " a série está na Netflix.
Agora, a segunda temporada estreou (por ora, apenas no iTunes). O primeiro episódio abre com um casal e um menino de 13 anos na estrada. Eles estão indo conhecer as Niagara Falls e, à primeira vista, tudo no carro é harmonioso. Até que o motor enguiça no caminho e os três precisam pernoitar num hotel de beira de estrada. De manhã, o garoto se oferece para buscar o café e traz duas xícaras de chá para os pais. Normal. Só que não: a bebida estava envenenada. O menino assiste à morte dos dois e, no fim, ainda arma um cenário fúnebre no quarto: cobre os corpos com lençóis e apoia pedrinhas sobre os olhos dos cadáveres. É pesado.
"The sinner" é uma série de antologia. Em outras palavras, as temporadas funcionam de forma independente, mas com algumas conexões. O principal elo aqui é Ambrose, chamado para ajudar a desvendar este crime. O ator que faz o menino, Julian, Elisha Henig, impressiona. A excelente Carrie Coon também está no elenco. A segunda temporada começa bem.