Domingo, 13 de Octubre de 2019

Serena fica a uma vitória de marca histórica no tênis

BrasilO Globo, Brasil 13 de octubre de 2019

Serena Williams deu mais um passo para fazer história. A tenista americana, 10ª do ranking, se ...

Serena Williams deu mais um passo para fazer história. A tenista americana, 10ª do ranking, se classificou ontem para a final de Wimbledon ao derrotar a tcheca Barbora Strycova, número 54 do mundo, sem dificuldades, em apenas 59 minutos, com parciais de 6/1 e 6/2. Se conquistar o torneio londrino, Serena igualará o recorde de 24 títulos da australiana Margaret Court, conquistados nas décadas de 60 e 70, na chamada "era amadora" do tênis.
A decisão será amanhã, às 10h (horário de Brasília), contra a romena Simona Halep, número 7 do mundo, que derrotou a ucraniana Elina Svitolina também com facilidade: 6/1 e 6/3.
" Eu na verdade não penso sobre isso, porque não é sobre ter 24, ou 23, ou 25 (títulos). É sobre ir lá (na quadra) e dar meu máximo. Não importa o que eu faça, sempre terei uma grande carreira " disse Serena.
Semi masculinas são hoje
Esta será a terceira tentativa de Serena em alcançar a marca histórica. No ano passado, ela perdeu a final em Wimbledon para a alemã Angelique Kerber, e a decisão do US Open para a japonesa Naomi Osaka.
" Definitivamente é bom estar de volta à final. Definitivamente estou melhor. Precisava me sentir bem. Eu ainda sou muito boa no que eu faço, eu acho. Ela (Simona Halep) é difícil. Estou ansiosa para o jogo " completou a americana.
Desde que voltou às quadras, em março de 2018, após dar à luz em setembro de 2017, a tenista de 37 anos ainda não venceu nenhum torneio. Com sete títulos na grama inglesa, Serena vai disputar sua 11ª final de Wimbledon.
O retrospecto contra Simona Halep é positivo: nove vitórias e apenas uma derrota, em 2015, jogo que Serena jamais esqueceu:
" Ela foi inacreditável. Aquilo me deixa saber o nível que pode alcançar. Preciso superar aquilo.
Hoje serão disputadas as semifinais masculinas. Líder do ranking, o sérvio Novak Djokovic joga contra o espanhol Roberto Bautista Agut (22º) a partir das 9h (de Brasília), com transmissão do Sportv3.
O jogo que concentrará todas as atenções acontece na sequência: Rafael Nadal x Roger Federer. Será o 40º duelo entre o espanhol e o suíço, com Nadal levando vantagem, com 24 vitórias.