Viernes, 18 de Septiembre de 2020

Apple apresenta novos relógio e ipad, além de serviço ‘fitness’

BrasilO Globo, Brasil 18 de septiembre de 2020

Em evento on-line, a Apple mostrou ontem suas novas linhas de relógios e iPads, e ainda reforçou ...

Em evento on-line, a Apple mostrou ontem suas novas linhas de relógios e iPads, e ainda reforçou seu foco em serviços, com um aplicativo de exercícios físicos. A apresentação foi comandada pelo diretor executivo da companhia, Tim Cook. Os produtos chegarão ao Brasil este ano. Mas a empresa, como se especulava no mercado, não apresentou sua nova linha de iPhones 5G.
A apresentação começou pela linha de relógios Series 6. Foi mostrada uma versão mais popular, a Apple Watch SE, que permite fazer ligações, tem detector de quedas e GPS, com preços a partir de US$ 279 nos Estados Unidos. No Brasil, vai custar entre R$ 3.799 e R$ 4.399.
A linha regular do Apple Watch traz uma novidade relacionada à pandemia: um sensor que mede, em 15 segundos, o nível de oxigênio no sangue. O oxímetro é um instrumento crucial para o tratamento da Covid-19, pois as pessoas com complicações da doença não percebem que a oxigenação está baixa, o que pode ser fatal.
Essa função vai se somar às de monitoramento cardíaco, eletrocardiograma e detector de quedas. Os preços começam em US$ 399 nos EUA e R$ 5.299 no Brasil.
" Criamos um sistema, o Family Setup, que, através do relógio dos pais, é possível controlar o relógio dos filhos, limitar com quem eles podem conversar e saber onde estão " explicou Deidre Caldbeck, diretora da área.
A aposta da Apple em serviços, o Fitness+, traz aulas on-line de ginástica, dança, musculação, ioga, remo, entre outros. Ao fim dos exercícios, é gerado um relatório com métricas da atividade física. É possível ver os vídeos pelo iPad, iPhone e TV. O serviço custará US$ 9,99 por mês ou US$ 79,99 por ano, mas não estará disponível em todos os países.
Mudança de estratégia
A companhia fez o anúncio oficial do Apple One, serviço conjunto de assinatura que reúne música, TV, games e notícias, com preços a partir de US$ 14,95 mensais nos EUA. No Brasil, o Apple One chega em outubro, com preços entre R$ 26,50 (no pacote individual) e R$ 37,90 (opção família, com múltiplos acessos).
Isso reforça a nova estratégia da Apple, de focar em serviços de assinatura para reduzir a dependência do iPhone e outros produtos, afirma Antônio César Carvalho de Oliveira, sócio-diretor da ACOMP Consultoria e Treinamento:
" Com a pandemia, os consumidores estão mais críticos no que se refere a relação entre custo e beneficio, e o isolamento social incentiva a prática de exercícios em casa, o que gera uma oportunidade.
Foi apresentada ainda a oitava geração do iPad, que traz as cores rosa e verde, e tem tela retina, com 3,8 milhões de pixels. A linha tem preços começando em US$ 329 (US$ 299 para estudantes) nos EUA. No Brasil, custará a partir de R$ 3.999.
Já a nova linha iPad Air vem com cinco nanoprocessadores, o que aumenta significativamente a capacidade do aparelho. Segundo a Apple, ele poderá ser usado por DJs, editores de fotos e gamers. Os preços começam em US$ 599 (EUA) e R$ 6.999 (Brasil). (Bruno Rosa)