Domingo, 22 de Septiembre de 2019

Presidente do vasco é alvo de investigação da polícia

BrasilO Globo, Brasil 22 de septiembre de 2019

Alexandre Campello está sendo investigado pela Polícia Civil por causa da transferência do ...

Alexandre Campello está sendo investigado pela Polícia Civil por causa da transferência do atacante Paulinho para o Bayer Leverkusen, da Alemanha, no ano passado. A informação foi publicada inicialmente pelo site "Globoesporte.com" e confirmada por O GLOBO. O dirigente foi alvo de duas denúncias na Delegacia de Defraudações " uma de autoria do restaurante "Espetto Carioca" e outra de um conselheiro do clube membro do grupo "Identidade Vasco".
Foram levantadas suspeitas de irregularidade na forma como o dinheiro entrou nas contas do clube. Os denunciantes alegaram que o presidente Alexandre Campello teria usado uma conta no exterior de um banco de câmbio, também investigado, para receber os R$ 76 milhões da negociação de forma que credores do clube não recebessem o devido.
O Vasco tem dívida com a empresa "Espetto Carioca" por causa de um serviço de fornecimento de refeições, contratado no começo da gestão Alexandre Campello. A empresa já entrou na Justiça atrás de pagamento e chegou a penhorar receitas do clube de São Januário.
O departamento jurídico do Vasco tem prestado auxílio a Alexandre Campello, ainda que o clube não esteja sendo alvo de investigação, mas sim o presidente. O cruz-maltino alega que o dinheiro da venda de Paulinho foi usado para pagar salários atrasados de jogadores e funcionários, além de prestadores de serviços variados. O montante teria sido sacado aos poucos, de acordo com a demanda de pagamentos.
Buscando reforços
Enquanto Campello enfrenta problemas na Justiça, o Vasco segue no mercado atrás de um jogador para reforçar o ataque. Clayton, do Atlético-MG, e Guilherme, do Sport, são dois jogadores na mira do clube. O primeiro tem mais chances de ser contratado, enquanto o segundo está mais distante " ele pertence ao Grêmio, está emprestado ao Sport, e os gaúchos devem priorizar negociá-lo em definitivo.
Yan Sasse, por sua vez, deixou o Vasco. O atacante, cujos direitos eram do Coritiba, foi negociado pelos paranaenses com o Caykur Rizespor, da Turquia.