Jueves, 02 de Julio de 2020

Apoio de bolsonaro fortalece guedes, mas vídeo eleva incertezas

BrasilO Globo, Brasil 2 de julio de 2020

Apesar de aumentar a instabilidade política no país, um dos principais fatores para decisões de ...

Apesar de aumentar a instabilidade política no país, um dos principais fatores para decisões de investimentos, o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril tem passagens que fortalecem a agenda do ministro da Economia, Paulo Guedes. A avaliação é de integrantes da equipe econômica e de analistas diante do apoio expresso de Jair Bolsonaro à condução da política econômica por Guedes. Por outro lado, apontam que as impropriedades ditas na reunião aumentam as incertezas com o acirramento da crise política em meio à pandemia.
Na visão de duas fontes próximas a Guedes, a divergência entre o líder da equipe econômica e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, sobre investimentos públicos para a retomada do crescimento após a pandemia foi superada na reunião.
O vídeo divulgado pelo ministro do Supremo Celso de Mello no âmbito do inquérito que apura a tentativa de interferência do presidente na Polícia Federal mostrou Bolsonaro apoiando Guedes e o que chamou de "livre mercado" .
Pelo menos por enquanto, qualquer plano a ser colocado na praça deverá prever investimentos privados, dizem as fontes. Não terá participação direta do Estado, como em governos anteriores, e chegou a ser defendido por Marinho com apoio do ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto.
Essa interpretação coincide com a de analistas como André Perfeito, economista-chefe da Necton Corretora de Valores. Para ele, Guedes e outros integrantes da ala econômica, como os presidentes do Banco Central, Roberto Campos Neto, e do BNDES, Gustavo Montezano, foram coerentes com o que vêm defendendo:
" Bolsonaro se coloca como liberal. Houve uma tensão entre Marinho e Guedes, mas o presidente deu respaldo a Guedes. O vídeo tranquiliza em relação a isso. Quem ganhou a disputa foi Guedes.
Risco elevado
A consultora Zeina Latif concorda, mas frisa que a desorganização evidenciada do governo cria ainda mais incerteza. Ela achou inadequada a presença do presidente do BC na reunião, mesmo que a autoridade monetária ainda não tenha autonomia no Brasil.
" O que me preocupou no vídeo foi a falta de profissionalismo num contexto geral. Não passa a imagem de um governo aparelhado para reagir à altura da grave crise. Confirma o sentimento ruim da incapacidade em várias frentes " diz a economista. " Ficou um gosto amargo, pela baixa qualidade da reunião, do ponto de vista administrativo. Isso não é neutro para a agenda do país.
Para Perfeito, o vídeo comprova a interferência de Bolsonaro na PF, o que pode provocar tensões no mercado se o inquérito prosseguir. Claudio Frischtak, da Inter.B Consultoria, diz que a instabilidade já embute prêmios a negócios. O retorno de investimentos tem que ser maior pelo risco, o que na prática os desestimula:
" A previsibilidade, a estabilidade, são muito importantes para empresários e investidores. O vídeo mostrou que houve uma ampliação desse segmento mais ideológico, em detrimento do mais racional e pragmático no governo.
O economista José Júlio Senna, da Fundação Getulio Vargas (FGV), avalia que é importante o governo ter rumos claros traçados na saúde e na economia neste momento, o que, para ele, não ficou evidente para quem vê o vídeo da reunião.