Martes, 22 de Septiembre de 2020

Preços mostram que carro popular já não é como antigamente

BrasilO Globo, Brasil 22 de septiembre de 2020

Carro etc

Carro etc
Com a pandemia do coronavírus, muita gente que nunca ligou para automóvel pensou em comprar um carro como forma de fugir dos transportes coletivos. Ao saber dos preços dos zero-quilômetro, esse tipo de consumidor tomou um susto.
Há apenas cinco anos, diversos modelos básicos custavam menos de R$ 30 mil. Isso incluía até uma opção importada da China, o Chery QQ, com ar-condicionado, "trio elétrico" e som. Hoje, contudo, os preços dos carros mais baratos do Brasil partem dos R$ 37 mil, sem qualquer opcional. Quem quiser um mínimo de conforto terá que pagar mais de R$ 43 mil. Veja aqui as opções de zero-quilômetro mais em conta do país.
Renault Kwid Life
O modelo foi lançado como "SUV compacto", mas é, na realidade, um carrinho popular. A versão básica é a Life, anunciada no site da Renault por R$ 36.990. Sua lista de equipamentos de série tem que apelar para itens como "câmbio manual de cinco velocidades" e "calotas de 14 polegadas". O destaque são os dois airbags laterais, instalados para melhorar a nota do modelo nos testes do Latin NCAP.
A direção é "queixo duro" e não há ar-condicionado nem vidros elétricos. Quem quiser sentir o volante mais leve, a cabine mais fresca e dispensar as velhas manivelas para abrir a janela deve passar para a versão Zen, mas aí o preço já pula para R$ 43 mil. Em todos os casos, o motor é o tricilíndrico B4D, de 999cm³ e 12 válvulas, que rende 66cv/70cv.
Fiat Mobi Easy
O modelo produzido em Betim já foi o mais barato dos carros nacionais. Hoje, sua versão mais pelada, a Easy, sai pelos mesmos R$ 36.990 pedidos pelo Kwid Life.
O destaque entre os equipamentos é o banco traseiro rebatível, para aumentar o ínfimo porta-malas. Para ter ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos na dianteira e travas elétricas nas quatro portas, é preciso levar a versão Like, de R$ 43.290. Em ambas, o motor é o velho 1.0 Fire de quatro cilindros, oito válvulas e 73cv/75cv.
Hyundai HB20 Sense
Há, então, um enorme degrau até o chegar ao terceiro carro mais em conta do mercado: o Hyundai HB20 Sense, com preço sugerido de R$ 48.990. Chegamos, assim, às portas dos R$ 50 mil.
Há também um salto no nível dos equipamentos da versão básica: ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos na dianteira, travas nas portas e na mala, ajuste de altura no banco do motorista, computador de bordo e som com Bluetooth. O motor é o moderno 1.0 Kappa, de três cilindros, 12 válvulas e 75cv/ 80cv de potência.
Mas e os VW?
Lembrou que, por décadas, o Fusca foi o carro mais barato do Brasil? Pois saiba que, hoje, os preços dos carros da marca começam em R$ 51.590, do Up! 1.0 MPI, e R$ 53.610 do Gol 1.0 básico. Sim: é isso que você leu...